Acne



Olá meninas!

Nosso post de hoje é sobre ela a "chatinha" Acne.
 


 

É um afecção crônica, universal, multifatorial, inflamatória ou não, que surge na puberdade, podendo surgir na mulher adulta em endocrinopatias. Caso não seja tratada, pode perdurar por toda a adolescência e se estender a fase adulta. localiza se no folículo pilosebáceo, formado pela invaginação da epiderme que se estende até a derme e abriga a glândula sebácea e o pelo em seu interior.

 
Atualmente acredita se que a causa da acne seja decorrente da interação de alguns fatores:

Obstrução dos óstios (folículos pilosos): Na região do infra infudibulo ocorre uma hiperqueratinização, produzindo um acumulo de células, desencadeando a oclusão do canal folicular.

Produção excessiva de gordura (sebo) na glândula sebácea: A produção excessiva de oleosidade na pele do adolescente é decorrente do rápido aumento dos hormônios andrógenos, principalmente o hormônio testosterona que  estimula a atividade da enzima 5 a - ( enzima responsável pela produção de sebo e esta presente nas células da glândula sebácea e folículo piloso) aumentando a produção de sebo.
Devido a alteração que ocorre no infra infudibulo, nem todo sebo produzido pode ser eliminado, ficando uma parte aprisionada dentro do folículo, este fato desencadeia o aparecimento do comedão fechado e aberto.

Aumento de microorganismos: A produção excessiva de sebo, altera o pH da pele, aumentando a proliferção dos microorganismos, principalmente o P acnes (Probacterium acnes).

Processo inflamatório: Com aumento excessivo da bactéria P acnes ocorre também o aumento dos leucócitos, que por sua vez começam a atacar a bactéria( P acnes) e liberar enzimas que irritam a parede do folículo. O sebo, os restos pilosos  e o aumento dos microorganismos desencadeiam uma reação infecciosa podendo invadir a derme, provocando um processo inflamatório generalizado na derme.
 
A acne é classificada como acne não-inflamatória (sem sinais inflamatórios) quando apresenta somente comedões; e acne inflamatória. A acne conforme o número, intensidade e características das lesões podem ser classificadas em formas clínicas ou graus:




Acne Grau I – Acne Comedogênica
Pele oleosa, comedões abertos e/ou fechados, chamada de acne comedogênica não inflamatória.



 
 
 

 



Acne Grau II – Acne Pápulo Pustulosa
Pele oleosa, comedões abertos e fechados, pápulas e pústulas. Os graus I e II em geral não deixam cicatrizes e são tratados por esteticistas. Chamada de acne pápulopustulosa, inflamatória.
 
 

 
 
 

 

Acne Grau III – Acne Nódulo-Cística
Pele oleosa, comedões abertos e fechados, pápulas e pústulas, nódulos e cistos, inflamatória.
Normalmente exige acompanhamento médico.





 
 



Acne Grau IV – Acne Conglobata
Pele oleosa, comedões abertos e fechados, pápulas e pústulas, nódulos, cistos e abscessos, inflamatória. Conglobata, pois engloba todos os outros graus. O tratamento deve ser indicado pelo médico dermatologista.







Acne Grau V - Acne fulminans
 Uma forma ulcerativa e rara que afeta mais comumente adolescentes do sexo masculino. Tem início agudo associado com sintomas sistêmicos como febre, perda de peso, artralgia, mialgia, eritema nodoso e  hepatosplenomegalia podem ocorrer. Inflamatória, tratada por médico dermatologista.
 
 


Encontrei esse vídeo no youtube, e achei bem didático e de fácil compreensão.
Espero que gostem.
 
 
 
 
 
 

Nenhum comentário :

Postar um comentário